Ibrafe: Feijão-mungo firma-se como o mais exportado, com 36% do total

Publicado em 20/01/2022 09:20 93 exibições

O mercado diário diminuiu em muito o volume de negócios, com o impasse natural tanto no Feijão-preto quanto no Feijão-carioca, tendo compradores que chegaram em seu limite no momento e produtores com pouco Feijão em mãos e bem por isso pouco dispostos a ceder. Por outro lado, fechados os números de exportação do ano de 2021, estes apontam o crescimento geral de 26,55% e veja nos gráficos abaixo o Feijão-mungo como o mais exportado, com 81 mil toneladas, seguido pelos Caupis, com 70 mil toneladas e dos Rajados e Vermelhos com 51 mil. No total com outros Feijões de menor volume, o montante exportado foi de 224 mil toneladas. 

Fonte:
Ibrafe

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário