Suínos: Cotações do vivo sofrem queda em SP e MG

Publicado em 29/04/2014 16:29 321 exibições

Enquanto as outras praças seguem estáveis, São Paulo e Minas Gerais apresentaram queda no preço do suíno vivo nesta semana. Em São Paulo, o preço caiu de R$3,78/kg para R$3,63/kg. Em Minas Gerais, a queda foi de R$0,20: de R$3,70/kg para R$3,50/kg.

Segundo o analista Aedson Pereira, da Informa Economics, ambas as praças sofrem o efeito da entrada de lotes de animais provenientes de outros estados, uma vez que tanto São Paulo quanto Minas Gerais não possuem um excedente de suínos vivos terminados para o abate. O baixo volume se deve a uma redução da suinocultura em 2012, quando uma crise causada pela superprodução afetou todo o setor.

A sazonalidade das carnes concorrentes também faz com que os preços da carne suína apresentem cotações mais baixas. No entanto, a demanda externa se mostra como uma grande aliada para o aumento dos preços que, apesar da queda, se encontram firmes.

A liberação de novos frigoríficos brasileiros para o fornecimento de carne suína por parte da Rússia é um dos fatores que trazem um cenário animador para as exportações, já que as compras russas devem ser ampliadas por conta da crise geopolítica com a Ucrânia, que costumava comprar volumes importantes do Brasil e revender para o país vizinho. Nos últimos meses, a Ucrânia diminuiu suas importações e a Rússia passou a comprar em volume maior, diretamente do Brasil. Em março, a Rússia respondia por 30% das exportações brasileiras da carne.

De acordo com Pereira, o cenário brasileiro também aponta para uma manutenção do nível elevado de consumo de suínos. O analista não considera que as expectativas sobre a Copa do Mundo, que deverá elevar os preços de vários produtos nacionais devido à forte demanda esperada, seja um fator decisivo, apostando mais na possibilidade da abertura de novos mercados que possam receber a carne suína brasileira.

O conselho do analista para os suinocultores é para que estes fiquem de olho no nível de exportações da carne e também nos preços da carne bovina, que funcionam como balizadores e apontam a principal diretriz para os preços nos próximos meses.

A análise de mercado do site Suinocultura Industrial mostra que desde a última sexta-feira, 25 de abril, os preços do suíno vivo (kg) se mantêm em R$3,25 em Irati (PR), R$3,20 em Pato Branco (PR), R$3,27 em Toledo (PR), R$3,20 em Cascavel (PR), R$3,25 em Guarapuava (PR), R$3,48 no Rio Grande do Sul, R$3,70 em Goiás, R$3,60 em Mato Grosso do Sul, R$3,40 em Santa Catarina e R$3,00 em Mato Grosso.

Tags:
Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário