Arábia Saudita reduziu pela metade o número de frigoríficos de aves brasileiros habilitados

Publicado em 07/05/2021 09:16 e atualizado em 07/05/2021 11:36 2355 exibições
Decisão partiu da autoridade sanitária saudita de forma unilateral; governo brasileiro tenta apurar motivação das restrições

LOGO nalogo

Nesta quinta-feira (5) o setor de avicultura brasileiro sou pego de surpresa pela suspensão de 11 plantas frigoríficas habilitadas para exportar carne de aves para a Arábia Saudita. De acordo com informações de uma conjunta do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, "não houve contato prévio das autoridades sauditas, tampouco apresentação de motivações ou justificativas que embasem as suspensões".

+ Arábia Saudita suspende exportação de carne de aves de 11 estabelecimentos do Brasil

O comunicado aponta ainda que "a informação consta apenas em nova lista de plantas brasileiras autorizadas a exportar, publicada hoje pela Saudi Food and Drug Authority (SFDA), que exclui os referidos estabelecimentos, previamente permitidos. Até o momento, apenas o Brasil foi objeto de atualização de lista de exportadores de carne de aves".

Segundo dados da plataforma Comex Stat do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, de janeiro a abril deste ano a Arábia Saudita foi o segundo país que mais comprou a proteína brasileira, representando 14% no share, atrás apenas da China, que representa 19% da fatia. Neste quadrimestre, a Arábia Saudita comprou do Brasil um total de US$ 275 milhões, um aumento de 18,3% em relação ao mesmo período do ano passado. 

dados de exportação carne de frango janeiro a abril 2021

O Notícias Agrícolas teve acesso à lista disponibilizada no site da autoridade sanitária saudita (veja o PDF abaixo) e a maior parte das plantas suspensas pertencem ao grupo JBS. Segundo nota oficial da companhia, "a JBS informa que procurou a Saudi Food and Drug Authority (SFDA), autoridade sanitária do governo da Arábia Saudita, para dialogar e entender as motivações para o bloqueio das exportações de carne de frango para o país. A produção antes destinada à Arábia Saudita já foi redirecionada para outros mercados".

LISTA DE FRIGORÍFICOS SUSPENSOS

5 da Seara Alimentos: em Amparo (SP), Brasília (DF), Campo Mourão (PR), Caxias do Sul (RS), Ipumirim (SC);
3 da Vibra Agroindustrial: Itapejara D'Oeste (PR); Pato Branco (PR) e Sete Lagoas (MG);
2 da JBS: em Montenegro (RS) e Passo Fundo (RS);
1 da Agroaraçá: em Nova Araçá (RS).
 
A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) também se manifestou na manhã desta sexta-feira (7) por meio de nota, por enquanto, aguardando a apuração do Governo Federal junto às autoridades sauditas para obter mais informações sobre a motivação para as suspensões. 
 
 

 

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário