USDA confirma Peste Suína Africana na República Dominicana

Publicado em 29/07/2021 08:52 223 exibições

O Laboratório de Diagnóstico de Doenças de Animais Estrangeiros do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) confirmou a Peste Suína Africana (PSA) em amostras coletadas de porcos na República Dominicana por meio de um programa de vigilância cooperativa existente.  

O Serviço de Inspeção de Saúde Animal e Vegetal (APHIS) do USDA tem várias salvaguardas interligadas em vigor para evitar que a ASF entre nos Estados Unidos. A entrada de suínos e derivados da República Dominicana está atualmente proibida em decorrência das restrições existentes contra a peste suína clássica. Além disso, o Departamento de Segurança Interna de Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) está aumentando as inspeções de voos da República Dominicana para garantir que os viajantes não tragam produtos proibidos para os Estados Unidos. A CBP também garantirá que o lixo desses aviões seja descartado de maneira adequada para evitar a transmissão de PSA.  

O USDA está empenhado em ajudar a República Dominicana a lidar com a PSA, está oferecendo suporte contínuo para testes e irá consultá-los sobre etapas ou ações adicionais para apoiar medidas de resposta e mitigação. Também ofereceremos ajuda semelhante ao Haiti, que faz fronteira com a República Dominicana e está sob alto risco de detecção de PSA.

O USDA continua a trabalhar diligentemente com parceiros, incluindo a CBP e a indústria suína dos EUA, para evitar que a ASF entre nos Estados Unidos. A PSA não é uma ameaça à saúde humana, não pode ser transmitida de suínos para humanos e não é um problema de segurança alimentar. 

 

Fonte:
USDA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário