Carne de frango: exportação dos EUA para a China sofre forte desaceleração

Publicado em 21/10/2021 08:16 73 exibições

Dados do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) indicam que as exportações norte-americanas de carne de frango seguem num bom ritmo: entre janeiro e agosto deste ano ficaram próximas dos 2,3 milhões de toneladas, aumentando 5,35% em relação aos mesmos oito meses de 2020.

Índice de incremento praticamente similar (+5,25%) é observado no acumulado dos 12 meses encerrados em agosto de 2021, período em que as exportações de carne de frango dos EUA ultrapassaram ligeiramente os 3,450 milhões de toneladas.

Observa-se, entretanto, que as cerca de 116 mil toneladas adicionais contidas nessa expansão são devidas, sobretudo, ao país vizinho, o México. Porque as exportações para a China (e não só a comunista, mas também a nacionalista, Taiwan) sofreram, no período, queda superior a 120 mil toneladas, volume que significou retrocesso anual de, respectivamente, 31% e 39%.

Em relação à China continental, o Brasil também enfrenta redução de volume no corrente exercício. Mas, no período considerado, a queda não chegou a 6%, correspondendo a 26 mil toneladas a menos. Já para os EUA, a redução representou praticamente o dobro (51,1 mil toneladas a menos). Isto, sem considerar que o total exportado pelos EUA para a China (112,7 mil/t) representou apenas um quarto do exportado pelo Brasil (435,2 mil/t).

Quanto a Taiwan, as exportações brasileiras vêm sendo absolutamente marginais. Pela SECEX/ME, entre janeiro e agosto de 2021, ficaram restritas a pouco mais de 250 kg de carne de frango.

Fonte:
Avisite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário