Goiás bate recorde no abate de frangos e cresce no ranking de abate de bovinos

Publicado em 08/12/2021 15:37 36 exibições
Com os dados divulgados sobre abate de animais, relativos ao terceiro trimestre de 2021, Goiás se torna terceiro lugar no ranking nacional de abate de bovinos e quinto lugar no de frangos

Com um total de 119,9 milhões de cabeças de frango abatidas, Goiás bate recorde na série histórica, no terceiro trimestre de 2021. O total representa aumento de 6,3% em relação ao trimestre anterior e de 7,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Também positivo neste período, o abate de bovinos cresceu no terceiro trimestre em relação ao mesmo período de 2020, com o registro de 751,6 mil cabeças - aumento de 5,3%. Com o total abatido, o Estado se posiciona como terceiro maior no ranking de abate de bovinos e quinto maior no ranking de abate de frangos.

No acumulado do ano, os números também são positivos em relação à quantidade de abates de bovinos e frangos. Foram 2,2 milhões de cabeças de bovinos abatidas (aumento de 7,5% em relação ao mesmo período do ano passado) e 348,3 milhões de cabeças de frango (crescimento de 16,9% no período). Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (08/12), por meio da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais - 3º trimestre de 2021, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar de queda, a quantidade de suínos abatida no período também trouxe bons números. No terceiro trimestre de 2021, foram 484,1 mil cabeças de suínos abatidas.

Conforme analisa o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça, os números refletem o investimento de produtores na pecuária goiana e o Governo de Goiás também tem oferecido atenção aos mesmos, como linhas de crédito especiais para financiamentos. "Temos visto boas propostas para investimentos de produtores em bovinocultura e avicultura, sobretudo com as cartas-consultas aprovadas no FCO [Fundo Constitucional do Centro-Oeste] nos últimos meses. O Estado tem oferecido suporte, dando condições para que esses investimentos sejam feitos e a produção seja positiva", considera.

Brasil
Já os números do abate de animais no terceiro trimestre de 2021, no País, mostram crescimento no número do abate de frangos e suínos, tanto em relação ao trimestre passado, quanto em relação ao mesmo período do ano anterior. Foram 1,5 bilhão de frangos abatidos e 13,7 milhões de cabeças de suínos no período. O abate de bovinos registrou, por outro lado, queda nas duas comparações e atingiu a marca de 6,9 milhões de cabeças abatidas no período.

Tags:

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário