Embarques de carne de frango em 15 dias úteis já superaram o faturamento registrado em janeiro/21

Publicado em 24/01/2022 16:51 69 exibições
Brasil tem encontrado oportunidades tando pela competitividade da proteína quanto pelos casos de influenza aviária registrados na Europa, Ásia e Estados Unidos

Logotipo Notícias Agrícolas

De acordo com informações da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Governo Federal, divulgadas nesta segunda-feira (24), as exportações de carne de aves e suas miudezas comestíveis, frescas, refrigeradas ou congeladas na terceira semana de janeiro (15 dias úteis) já ultrapassaram em faturamento todo o valor registrado em janeiro do ano passado.

Segundo o analista da SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, o desempenho das exportações da carne de frango brasileira seguem muito bem, apoiado em fatores como a competitividade devido ao câmbio e os surtos de gripe aviária em países da Europa, Ásia e, mais recentemente, nos Estados Unidos. 

"A África do Sul, que no ano passado foi um grande parceiro comercial do Brasil, anunciou agora a imposição de direitos antidumping provisórios contra as importações de carne de frango com osso do Brasil e de quatro países da União Europeia. Temos que ficar de olho na movimentação", apontou.

A receita obtida com as exportações de carne de frango por enquanto no mês de janeiro, US$ 397.022,783, superou em 1,4% do montante obtido em todo janeiro de 2021, que foi de US$ 391.439,356. No caso do volume embarcado, as 236.412,327 toneladas são 87,9% do total exportado em janeiro do ano passado, quantia de 268.688,341 toneladas.

O faturamento por média diária por enquanto foi de US$ 26.468,185 quantia 35,24% maior do que janeiro de 2021. No comparativo com a semana anterior, houve queda de 14,7%.

No caso das toneladas por média diária, foram 15.760,821, houve crescimento de 17,32% no comparativo com o mesmo mês de 2021. Quando comparado ao resultado no quesito da semana anterior, observa-se queda de 13,10%.

Já o preço pago por tonelada, US$ 1679,365 neste janeiro, é 15,27% superior ao praticado em janeiro passado. O resultado, frente ao valor atingido na semana anterior, representa baixa de 1,8%.

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário