Frango tem maior valorização interna do que externa

Publicado em 06/10/2010 09:05
227 exibições
Dados da SECEX/MDIC e de mercado interno (Jox Assessoria Agropecuária) possibilitam constatar que a relação de preços entre o frango exportado e o comercializado internamente atingiu seu pior índice em 33 meses (para o frango exportado) em setembro passado. A análise leva em conta o preço médio (US$/t) da carne de frango in natura exportada e o preço médio (US$/kg) do mesmo produto comercializado no grande atacado da cidade de São Paulo.

Partindo-se de um índice 100 em janeiro de 2008, observa-se que no terceiro trimestre daquele ano o produto comercializado internamente valorizou-se mais que o exportado. Foi então que eclodiu a crise econômica mundial e ambos os mercados despencaram.

A reversão só voltaria a ocorrer a partir do segundo trimestre de 2009, neste caso com ganhos maiores do produto comercializado no mercado interno uma situação de curta duração, visto que a alta produção do primeiro semestre de 2010 ocasionou nova e forte desvalorização interna.
Em setembro passado, porém, os preços internos registraram inesperada e bastante elevada valorização. A ponto de comparativamente aos valores registrados em janeiro de 2008 apresentarem um ganho (em dólar, note-se) de 33%. Já o produto in natura exportado obteve, em setembro, valorização de 6% sobre janeiro de 2008.

Esse comportamento é indispensável ressaltar não significa melhor remuneração do frango comercializado internamente: no período analisado, o frango exportado registrou, em média, preço 32% superior àquele observado no mercado interno. Mas com a valorização ocorrida em setembro passado, essa diferença ficou em apenas 7%.
Tags:
Fonte: AviSite

Nenhum comentário