Estiagem traz prejuízo ao mercado do leite

Publicado em 11/10/2010 09:15
311 exibições
A seca prolongada prejudicou o mercado do leite nos últimos 3 meses em praticamente todas as regiões do país, com os preços registrando recuo de 10% por todo o centro-sul, sendo que em Mato Grosso chegou a 40%. Em ano atípico para o setor, a oferta apareceu no primeiro semestre, enquanto que neste momento a seca reflete diretamente em menor produção para a indústria. A estiagem na maior parte das regiões produtoras de leite desacelerou o crescimento da produção em agosto.

O presidente da Cooperativa Mista Agropecuária de Juscimeira Ltda (Comajul), Sebastião Reis, que hoje comercializa seus produtos em praticamente todas as regiões do Estado, diz que o momento é extremamente crítico. Segundo ele, a oferta diminuiu cerca de 40% e, de imediato, não há perspectivas de melhora. "Mesmo com o início das chuvas, até que o setor se recupere ainda vai demorar um bom tempo para voltarmos a produzir como em épocas normais". A Comajul recebe cerca de 4 milhões de litros de leite mensalmente e é considerada uma das maiores do segmento em Mato Grosso.

O pequeno produtor Luís Mauro Monteiro da Silva, que produz leite em sua propriedade rural localizada na região do Coxipó do Ouro, em Cuiabá, diz que a alternativa principal para suportar o período seco já se esgotou faz algum tempo. Ele tem 20 vacas que produzem cerca de 200 litros de leite por dia. "Plantei cana-de-açúcar e durante o período planejado deu perfeitamente, mas como a estiagem se prolongou, a cana acabou e agora estou tendo que alimentar minhas vacas de outra forma".

O leite produzido por Luís é utilizado na produção de queijos, que são comercializados na Baixada Cuiabana. Hoje, a maioria das pequenas propriedades da região está em situação crítica já que, além das pastagens estarem secas, a maioria dos produtores sofre pela falta de planejamento da alimentação para esse período e também por ter tido sua propriedade atingida pelas queimadas. Em muitos lugares, a forragem já acabou e o produtor acaba tendo que comprar resíduos.
Tags:
Fonte: Gazeta Digital

Nenhum comentário