Hong Kong também detecta o vírus da Influenza aviária

Publicado em 24/01/2011 08:04 187 exibições
À primeira vista, a ocorrência de casos de Influenza Aviária do tipo H5N1 no Japão é mais grave e está mais disseminada que na Coreia do Sul, país que convive no momento também com um surto de febre aftosa.

Mas o caso mais emblemático é o do reaparecimento do vírus, igualmente confirmado no final da semana passada, em Hong Kong, onde a presença do vírus foi detectada em duas aves encontradas mortas em lugares distintos daquela província especial chinesa.

Os casos, em si, nada têm de especial, porque envolveram aves silvestres, hospedeiras aparentemente normais do vírus. A preocupação vem do fato de que foi em Hong Kong que tudo começou, 15 anos atrás. Pois foi em 1997 que Hong Kong, além de enfrentar a dizimação de seu plantel avícola pela doença, também registrou as primeiras vitimas humanas do vírus.

Então, a pronta ação governamental e a adoção de medidas rigorosas impediram que houvesse maior disseminação do vírus, cuja ação permaneceu aparentemente latente até 2003, ano em que, a partir da China continental passou a fazer mais e mais vítimas humanas, iniciando um ciclo que já dura oito anos e causou a morte de mais de 300 pessoas (oficialmente, 306 pessoas, segundo relatório de 20 de janeiro de 2011 da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Tags:
Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário