Região noroeste do RJ sofre para escoar o leite por causa das estradas

Publicado em 18/03/2011 07:53 210 exibições
A chuva deu um descanso, mas deixou prejuízos. Em Itaperuna, o transporte está comprometido por causa da lama e dos buracos.
No Rio de Janeiro, a chuva deu um descanso na região noroeste do estado, mas deixou prejuízos. Em Itaperuna, o escoamento do leite está comprometido por causa das estradas cheias de lama e buracos.

Das cerca de mil famílias que vivem da venda do leite no município, pelo menos a metade enfrenta dificuldades para ir ao centro de Itaperuna pela estimativa da Secretaria de Agricultura do Município.

As últimas chuvas no noroeste do estado deixaram as estradas rurais cobertas de lama e com muitos buracos. Em algumas, o acesso está interditado e com isso os produtores de leite não conseguem chegar até as fábricas. “Em torno de 30 mil litros de leite estão deixando de chegar do produtor até a indústria”, conta Délcio Zampier, da secretaria de Agricultura de Itaperuna.

A Cooperativa de Laticínios de Itaperuna já registrou uma queda de 15% na produção deste mês. Nem a câmara de resfriamento de uma associação de produtores rurais, que fica no meio do percurso entre algumas propriedades e as fábricas, consegue receber todos os latões.

A zona rural de Campos também sofre com os alagamentos. No distrito de Pernambuca, as plantações estão inundadas e lavouras inteiras se perderam, situação parecida enfrenta os moradores do Imbé, 70 famílias estão isoladas há mais de uma semana. No distrito de Ururaí, as margens da BR-101, em Campos, ainda há áreas alagadas. Cerca de 40 famílias foram retiradas de casa e levadas para abrigos.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário