Produtores de suínos da Argentina protestam contra importações do Brasil

Publicado em 07/04/2011 10:01 198 exibições
Aumento da entrada de suínos brasileiros no país tem afetado os preços e a produção nacional
A Federação Agrária Argentina (FAA), uma das maiores associações de produtores agropecuários do país, convocou nesta terça-feira (06/04) uma jornada de protesto contra a importação de carne de porco do Brasil.

Na última segunda-feira (04/04), a FAA já havia ameaçado bloquear a entrada de caminhões com suínos brasileiros caso o governo argentino não limitasse a importação dos animais.

De acordo com o vice-presidente da FAA, Omar Barchetta, a importação de porcos do Brasil subiu 80% nos últimos três meses em comparação ao mesmo período de 2010, afetando os preços e a produção nacional. “Declaramos o dia 19 de abril como data de protestos frente aos frigoríficos de importação e ao acesso da carne de porco”, anunciou o titular da FAA, Eduardo Buzzi, em entrevista coletiva.

Os pequenos e médios produtores de suínos da Argentina também declararam que estão em “estado de alerta e mobilização”. Eles alegam que estão atravessando uma situação crítica por causa do aumento desmedido na entrada de carne de porco do Brasil e culpam o governo de Cristina Kirchner pelo fato.

Os produtores solicitaram nesta terça-feira (05/04), publicamente e em “caráter de urgência”, uma audiência com o ministro da Agricultura argentino, Julián Domínguez, para que intervenha perante a situação.

Cristina Kirchner anunciou no ano passado o início de um convênio de compensações para impulsionar a produção suína no país, durante um ato no qual chegou a destacar os efeitos positivos da carne de porco “na atividade sexual”.

Tags:
Fonte:
Agência EFE

0 comentário