Frango: perdas do abatido vêm sendo maiores que as da ave viva

Publicado em 30/05/2011 09:16 212 exibições
Em relação ao maior valor alcançado neste ano (R$2,10/kg do final de fevereiro até o dia 15 de março), o preço do frango vivo registra na abertura desta segunda-feira, 30 de maio, recuo de 26,2%. Já a ave abatida - cuja melhor cotação de 2011 foi registrada, também, em 15 de março: média de R$2,975/kg – enfrenta no mesmo período desvalorização de 29,4%.

Mas não só isso: do Dia das Mães para cá, enquanto a cotação da ave viva retrocedeu perto de 9% (de R$1,70/kg para R$1,55/kg), a do frango abatido recuou quase 17% (de R$2,53/kg para R$2,10/kg). E este último valor, note-se, é o mesmo pago pelo frango vivo há pouco mais de dois meses.

Em decorrência, o adicional de preço da ave abatida sobre a ave viva, que chegou a 50% no final de abril e por volta do Dia das Mães não chega, no momento, a 38%, um dos menores índices deste ano.

De toda forma, as perdas maiores da ave abatida parecem estar concentradas no mês de maio, porquanto a cotação média do ano é 22% superior à de idêntico período do ano passado, estando apenas 3 pontos percentuais abaixo da valorização obtida pelo frango vivo.

Tags:
Fonte:
AviSite

0 comentário