Desempenho do frango vivo na primeira semana de junho

Publicado em 06/06/2011 08:54 201 exibições
O frango vivo comercializado no interior de São Paulo atravessou os quatro primeiros dias de junho sem apresentar o comportamento esperado do produto a cada novo início de mês. O que significa dizer que permaneceu com a cotação estável (pelo 18º dia consecutivo) em R$1,55/kg.
Em decorrência, o preço médio registrado por ora no mês situa-se no pior patamar dos últimos doze meses e, à primeira vista, somente supera a média registrada em junho do ano passado, já que o valor médio corrente é 14,81% superior. Mas também isso é falso, porque os custos de produção aumentaram e continuam a aumentar em índices muitíssimo superiores. Assim, a produção atual continua chegando ao mercado por valores onerosos para o produtor.

Levando em que conta que o preço pago ao produtor vem recuando há cerca de 80 dias (o maior valor do ano, R$2,10/kg, foi registrado pela última vez em 15 de março de 2011; desde então, os preços recuaram 26,2%), seria de se esperar que a esta altura já surgissem os primeiros sinais de reversão do mercado, o que parece não ocorrer no mercado paulista.

Porém, já há uma luz no fim do túnel. No sábado, ao analisar as condições de comercialização da ave viva, a Jox Assessoria Agropecuária, após observar que em São Paulo o mercado continua fraco, comentou que em Minas Gerais, “a despeito dos negócios terem sido feitos ao preço estável de R$1,50 por quilo, o mercado esteve firme”.

Esta última constatação sugere que a longa subida de volta do fundo do poço já começou.

Tags:
Fonte:
AviSite

0 comentário