Produção gaúcha de leite se estabiliza

Publicado em 28/11/2011 06:49 191 exibições
A produção leiteira no RS voltou a se estabilizar, com aumento de volumes nas bacias leiteiras da Zona Sul, Central, Produção e Celeiro, mas a redução das chuvas poderá afetar a quantidade e qualidade da alimentação do rebanho, com reflexos na produção de leite. Caso a estiagem se configure, e tome maiores proporções, deverá aumentar o uso de ração concentrada. As lavouras de milho para silagem em fase mais adiantada, já estão entrando em pendoamento, e caso não ocorrer chuvas mais abundantes nos próximos dias, já ocorrerá à utilização dessas lavouras. Na região produtora do Alto Uruguai, onde havia preocupação com relação às precipitações, na última semana choveu 53 mm, e isso trouxe alivio aos produtores porque fazia duas semanas que não chovia na região. A chuva favoreceu o manejo e desenvolvimento das pastagens perenes e anuais de verão.

A atividade leiteira no RS está em boa fase, com aumento de investimentos no setor. O aumento na produção do Estado, também se dá pela entrada de novos produtores na atividade e, também, devido à melhora das condições de alimentação e qualidade do rebanho gaúcho.

A comercialização do período em nível de produtor se manteve irregular. Nas Regiões da Produção e do Médio Alto Uruguai, conforme anunciado pelas empresas do setor, havia uma previsão de redução dos preços pagos aos produtores em relação ao mês anterior. A variação de redução esteve na ordem de R$ 0,02 à R$ 0,06/litro, conforme a empresa. Esta redução, segundo analistas, se deve à maior oferta do produto na Região Sudeste, especialmente ao aumento da produção no estado de Minas Gerais.

O preço médio pago ao produtor de leite no Estado, nessa semana manteve-se estável, ficando em R$ 0,70/litro. A variação ocorrida foi de R$ 0,63 a R$ 0,81/litro.

Tags:
Fonte:
Emater/RS

0 comentário