Conab traz levantamento de safra de grãos e reduz soja para 118,8 mi de t

Publicado em 10/01/2019 09:38
1034 exibições
Levantamento de grãos indica produção de 237,3 milhões de toneladas em 4ª estimativa

O 4º levantamento da safra de grãos realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostra que a estimativa da produção de grãos para a safra 2018/19 é de 237,3 milhões de toneladas. Se comparado com a safra passada, o crescimento deverá ser de 9,5 milhões de t, o que representa um volume 4,2% superior. Já a área plantada está prevista em 62,5 milhões de hectares, um aumento de 1,2%, em relação com a safra 2017/18.

Entre os destaques do estudo estão a soja, com projeção de crescimento de 1,7% na área de plantio e redução de 0,4% na produção, atingindo 118,8 milhões de toneladas, e o milho primeira safra, que teve aumento de 0,4% na área a ser cultivada que deve resultar em uma produção de 27,5 milhões de t. Com este desempenho, a expectativa é que o produto tenha um desempenho 12,9% superior à obtida em 2017/18, registrando uma produção de 91,2 milhões de toneladas, quando somadas as duas safras do grão. 

O algodão também é destaque na produção brasileira, com uma concentração do plantio em janeiro e um crescimento superior a 25,3% na área e 20,3% na produção. Outro bom resultado pode ser encontrado na primeira safra do amendoim, que pode chegar a 551,7 mil t, com um aumento de 10% em relação à safra passada.

Por outro lado, o arroz deve ter uma colheita 7,1% menor que a safra passada, ficando em 11,2 milhões de t, e o feijão primeira safra também apresenta uma queda de 7,7% na área em relação à safra passada e produção estimada em 1,1 milhão de t.

Safra de inverno - Com o fim da safra das culturas de inverno (aveia, canola, centeio, cevada, trigo e triticale), a Conab identificou resultados melhores do que na safra passada, mesmo com as adversidades climáticas nas principais regiões produtoras. A produção de trigo ficou 27,3% superior à safra anterior, chegando a 5,4 milhões de toneladas.

>> Clique aqui para acessar o boletim

Tags:
Fonte: Conab

3 comentários

  • elcio sakai vianópolis - GO

    Só esta CONAB pra dar uma redução de 0,4% na soja!!!..., parece piada de mau gosto. Não é porque tivemos uma excelente produção ano passado a nível de Brasil que devemos tê-la como referencia. Em muitas regiões nos estados tivemos médias de 55 sacas por há ou até mesmo superior, no entanto se desconsiderarmos o ano passado a média Brasileira é de 50 sacas por há, só essa jogada dá uma quebra de quase 10%. Com os veranicos que assolaram várias regiões é quase certeza que essa quebra será acima dos 10%. Até hoje não sei porque temos um órgão estatal tão ineficiente em projeção de safra. Devíamos exigir mais credibilidade desta instituição, já que quem paga os seus salários somos nós, através de impostos.

    1
    • CARLOS WILLIAM NASCIMENTOCAMPO MOURÃO - PR

      Conab e IBGE divulgam o que são mandados divulgar.

      1
  • Paulo Victor Mesquita Prado São Paulo - SP

    Chute no escuro com levantamento à campo realizadoaté 20/12/2018, só pode ser.... Sem base um negócio desse..

    1
  • jakson scherer Unai - MG

    Conab , para estimar super Safra fazem mesmo antes de plantar , mas quando é para quantificar as quebras eles esperam colher , vão abaixando , a cada Relatorio né , esperam a colher para quantificar a realidade , será pq eles não param com essa historinha de super Safra !!!!!! Ajudem o setor agrícola e estimem a produção seria , fazer Relatorio para prejudicar p setor não é uma boa ideia , deveriam ser mais conservadores e esperar a colher tb , pois as perdas eles só sabem quando colhe né !!!! Fica uma reclamação sobre esses relatórios de super Safra que a Conab tanto gosta de soltar aos ventos antes mesmo de plantar !!!!!

    1