DATAGRO reduz safra de soja na América do Sul para 192,50 milhões de t em 2019/20

Publicado em 02/03/2020 11:52
373 exibições
Apesar de revisão, produção e área ainda apresentam potencial de recorde na temporada

A safra 2019/20 de soja na América do Sul tem produção estimada pela DATAGRO Consultoria em 192,50 milhões de toneladas. Um salto de 1% ante a temporada 2018/19, mas com uma redução ante o último levantamento de 197,23 milhões de t. A área colhida deve ter um salto de 2%, totalizando 60,56 milhões de hectares. A produtividade média é projetada em 3.179 kg/ha.

Apesar de redução ante a estimativa anterior e revisões nas projeções de safra do Brasil e Argentina e aumentos no Paraguai, Bolívia e Uruguai, a produção potencial na safra 2019/20 da América do Sul ainda pode ultrapassar o recorde da última temporada (189,83 milhões de t). A área também segue com perspectiva de recorde depois de 59,48 milhões de hectares em 2018/19.

“Nunca é demais observar que esse razoável resultado em termos de produção será fundamental para garantir um mínimo de renda aos produtores, caso seja confirmada a projeção de preços ainda abaixo da média histórica no mercado internacional (especialmente pelos efeitos trazidos no mercado pelo avanço da Covid-19)”, afirma Flávio França Júnior, coordenador da DATAGRO Grãos.

No Brasil, principal país produtor da América do Sul, diante de condições climáticas mistas, mas ainda com favorável padrão tecnológico, o potencial de rendimento médio esperado foi apontado pela DATAGRO em sua estimativa no início do mês em 3.319 kg/ha, abaixo dos 3.324 kg/ha da última safra e dos 3.470 kg/ha do recorde anterior da temporada 2017/18.

“O potencial inicial de produção caiu de 126,00 milhões de t da estimativa anterior, para os 122,90 milhões de t atuais, 3% superior aos 119,60 milhões de t da safra de 2018/2019, mas ainda acima dos 122,30 milhões de t do recorde de 2017/18”, explica França. Atualizações na safra brasileira ainda podem ser feitas no próximo levantamento da Consultoria.

Na Argentina, por conta de condições de escassez de umidade em parte da região produtora nos meses de dezembro de 2019 e janeiro de 2020, o potencial de produtividade na safra 2019/20 do país também teve revisão baixista, para 3.011 kg/ha, ficando 6% abaixo dos 3.188 kg/ha do recorde alcançado em 2018/19.

Em toda a América do Sul, a produtividade média foi revista para 3.179 kg/ha, 0,4% inferior aos 3.191 kg/ha da safra atual e abaixo do recorde de 3.244 kg/ha alcançado em 2016/2017. “Apesar do aumento nos custos dos insumos, tivemos a manutenção de positivo uso de insumos na montagem desta nova safra”, ressalta o coordenador da DATAGRO Grãos.

Tags:
Fonte:
Datagro

0 comentário