Agricultores devem produzir 40 mil toneladas de arroz em Sergipe na próxima safra

Publicado em 22/09/2020 14:04 161 exibições


Os projetos públicos de irrigação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Sergipe devem produzir 40 mil toneladas de arroz nos próximos meses. Agricultores dos projetos Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume, no Baixo São Francisco, já iniciaram o plantio da próxima safra do grão. A rizicultura é a principal atividade dos perímetros irrigados da região, que receberam nos últimos anos R$ 72 milhões em investimentos do governo federal.
 
O aumento da demanda interna e, consequentemente, dos preços do arroz motivaram os agricultores, que devem cultivar 5 mil hectares nos projetos de irrigação em Sergipe. “O Brasil aumentou a exportação de arroz e, por isso, o mercado está aquecido. Os agricultores estão com expectativa de obter um preço melhor e, por isso, estão bastante animados”, explica o gerente regional de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf em Sergipe, Ricardo Martins.
 
Atualmente, metade dos lotes irrigados já está com o arroz plantado e a previsão é de que o plantio seja finalizado em novembro. O período de colheita deve ser iniciado em dezembro e prossegue até março do próximo ano. Como toda a produção de arroz dos projetos de irrigação da Codevasf é destinada ao abastecimento do mercado regional (Sergipe e estados vizinhos), é esperado que a colheita ajude a suprir a forte demanda pelo produto.
 
O governo federal investiu R$ 72 milhões nos projetos de irrigação do Baixo São Francisco Sergipano nos últimos anos, sendo parte dos recursos oriundos de emendas parlamentares ao Orçamento Geral da União. Os valores foram aplicados pela Codevasf na revitalização da infraestrutura de uso comum e os produtores foram beneficiados com a reabilitação de 48 km de canais de irrigação, instalação de 24 sistemas flutuantes de captação de água, modernização de 18 estações de bombeamento, entre outras ações.
 
“Recebemos um grande apoio da bancada parlamentar de Sergipe, que viabilizou mais de R$ 50 milhões em recursos para a modernização dos perímetros irrigados do Baixo São Francisco. Esses investimentos garantiram a sobrevida desses projetos e promoveram melhores condições para os nossos produtores, o que é fundamental para a agricultura e a economia daquela região”, afirma o superintendente regional da Codevasf em Sergipe, César Mandarino.
 
Os projetos públicos de irrigação Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume beneficiam 1,5 mil famílias e são responsáveis pela geração de 17 mil empregos diretos e indiretos na região. Os agricultores devem cultivar cerca de 50 mil toneladas de alimentos, com destaque para a produção de arroz, peixe, milho verde e coco verde. A agricultura irrigada no Baixo São Francisco Sergipano responde por uma receita bruta de produção anual superior a R$ 35 milhões, com expectativa de que essa cifra chegue a até R$ 50 milhões na próxima safra.
 

Tags:
Fonte:
Codevasf

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário