IGC reduz previsão de safra global de milho com perdas no Brasil e Argentina

Publicado em 13/01/2022 18:00 196 exibições

Logotipo Reuters

LONDRES (Reuters) – O Conselho Internacional de Grãos (IGC, na sigla em inglês) cortou sua previsão para a produção global de milho na temporada 2021/22 em 5 milhões de toneladas, para 1,207 bilhão de toneladas, com projeções para Argentina e Brasil revisadas para baixo.

A redução na projeção de Brasil e Argentina é mais uma registrada por instituições que divulgam levantamentos de safra nas últimas semanas, desde que os efeitos da seca e calor intenso se acentuaram no sul da América do Sul. Na véspera, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) também reduziu as estimativas.

Segundo o IGC, a safra de milho da Argentina, um dos maiores exportadores globais, foi reduzida para 61 milhões de toneladas, ante 63 milhões, enquanto a produção do Brasil foi estimada em 112,9 milhões de toneladas, versus 117,4 milhões anteriormente.

De outro lado, o IGC elevou nesta quinta-feira sua previsão para a produção global de trigo 2021/22, em parte por uma perspectiva melhor para a safra na Austrália.

Em sua atualização mensal, o órgão intergovernamental aumentou suas perspectivas para a safra mundial de trigo 2021/22 em 4 milhões de toneladas, para 781 milhões de toneladas.

A safra da Austrália foi elevada pra 35,5 milhões de toneladas, ante 32 milhões.

O IGC também indicou, em sua perspectiva inicial, que a produção global de trigo em 2022/23 aumentaria pela quarta temporada consecutiva para um novo pico recorde, mas com o consumo também projetado para subir não se espera muita mudança nos estoques.

(Reportagem de Nigel Hunt)

Tags:
Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário