Trigo: Paraguai ganha mercado no Brasil

Publicado em 03/11/2010 08:10
488 exibições
O Paraguai emergiu como importante produtor de trigo do Mercosul em 2006, a partir da migração de agricultores argentinos afugentados pela política de restrição às exportações do governo de Cristina Kirchner.

O cereal paraguaio ganhou espaço no Brasil com a queda da própria produção argentina, na safra 2008/09, e se fortaleceu com a vantagem de ser colhido praticamente ao mesmo tempo que produção brasileira, ampliando a concorrência com os produtores locais.

Com a safra estimada em 1,15 milhão de toneladas, o Paraguai deve ter um excedente exportável entre 800 mil e 900 mil toneladas, do qual pelo menos 700 mil toneladas devem ser direcionadas ao Brasil, de acordo com a consultoria Safras & Mercado.

As exportações paraguaias ao Brasil começaram a se avolumar em 2004/05, quando somaram 463 mil toneladas. Daí em diante, os volumes só não aumentaram mais por causa de problemas climáticos no Paraguai. Na temporada passada, as vendas foram recordes e atingiram 695 mil toneladas.

Com boa qualidade, o trigo paraguaio tem vantagens em relação até ao de algumas regiões da Argentina, por conta dos preços até US$ 10 menores por tonelada, diz Lawrence Pih, do Moinho Pacífico. No Brasil, o cereal paraguaio chega mais caro, mas não a ponto de ficar inviável, dada a qualidade. "O câmbio favorece esse cenário". Conforme a Safras & Mercados, a tonelada do trigo do Paraguai chega a um moinho em São Paulo por US$ 328, enquanto o cereal colhido no Paraná chega por US$ 317.
Tags:
Fonte: Valor Econômico

Nenhum comentário