Falta de atrativo no Natal e oferta maior derrubam preços do feijão no campo

Publicado em 06/12/2010 06:45 e atualizado em 06/12/2010 10:14 379 exibições
A melhora da economia está fazendo mal para o feijão. Os supermercados deixaram de lado os produtos básicos e passaram a ofertar antecipadamente os produtos específicos de Natal.

O resultado é que os preços do feijão despencaram e o produto de boa qualidade está a R$ 90 por saca, segundo Vlamir Brandalizze, da consultoria Brandalizze, de Curitiba (PR). Em outubro, a saca estava a R$ 203.

As cotações de preço da Folha apontaram na sexta-feira (3) para média de R$ 91 por saca para o produto de boa qualidade, mas a a tendência é de queda ainda maior. O feijão comercial é negociado a apenas R$ 70, abaixo dos preços mínimos, diz Brandalizze.

Mas não é apenas a atuação dos supermercados que derruba os preços. A seca fez a safra atrasar e a oferta de feijão vai se concentrar muito nas próximas semanas.

Sem grande procura, devido às festividades do final de ano -quando o feijão fica distante da mesas dos consumidores- e à oferta maior, os preços podem cair ainda mais, segundo o analista.

Ele aponta ainda os leilões da Conab como um fator de queda dos preços.

"O governo se assustou com a possível elevação da inflação e está atacando o mercado em várias frentes, inclusive com a maior oferta de feijão", diz Brandalizze.

Tags:
Fonte:
Folha de São Paulo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário