Demanda externa por trigo brasileiro cresce

Publicado em 17/01/2011 06:21 330 exibições
O Brasil viu boa demanda internacional pelo seu trigo na semana que passou, com importadores tendo dificuldades de "originar" o cereal em países como a Austrália, em meio à alta nos preços no exterior, disseram corretores à Reuters.

As vendas de produto do Rio Grande do Sul na última semana, em volume difícil de ser quantificado, segundo corretores, deverão adicionar novas cargas à forte programação de exportações do trigo no primeiro trimestre. Segundo os corretores, os negócios foram feitos por entre US$ 306 e US$ 311 por tonelada (FOB, no porto de Rio Grande).

Com a alta no mercado internacional, as negociações do produto gaúcho não necessitaram do apoio do PEP (Prêmio para Escoamento de Produto), um programa do governo de subsídio ao frete até o porto que permitirá que o Brasil volte a exportar grandes volumes em 2011. Nos negócios em que o PEP foi necessário no ano passado, o valor médio do trigo saiu por cerca de US$ 280.

A expectativa do mercado é que o Brasil, um importador líquido de trigo, possa igualar ou até superar este ano as exportações registradas em 2010, que somaram 1,31 milhão de toneladas, segundo dados do Ministério da Agricultura.

Do Rio Grande, devem sair 1,2 milhão de toneladas (via PEP), segundo um corretor. Considerando os negócios da última semana, as exportações podem alcançar 1,5 milhão de tonelada de dezembro (de 2010) a fevereiro (2011).

Tags:
Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    O agricultores são induzidos pelo noticiário do dia a dia a plantar trigo porque o Brasil produz somente pouco mais da metade do trigo que consome... e depois, mobilizam-se recursos públicos [PEP] para subsidiar a exportação. Este país não pode ser um país sério... aliás, não é de hoje que os politicos nunca fazem nada tecnicamente lógico. Ah! a subvençao não está limitada ao frete como sugere o texto acima.

    0