Produtores de arroz no Japão sofrem com prejuízos causados pelo tsunami

Publicado em 30/03/2011 08:03 325 exibições
Arrozais foram tomados pela água salgada e deverão passar por um processo de dessalinização para recuperar o solo, o que irá dificultar a produção.
As plantações de arroz da região de Tohoku, no Japão, foram tomadas pela água salgada após o tsunami que ocorreu no dia 11 de março no país. Cerca de 20 mil hectares de terra com o cereal foram afetados, deixando os agricultores preocupados com o processo de dessalinização para recuperar as fazendas, segundo informações do jornal Asaji.

De acordo com pesquisas do Ministério da Agricultura japonês, a área total danificada nas províncias de Iwate, Miyagi e Fukushima é superior à afetada pelo terremoto de Hanshin em 1995. Segundo autoridades, o trabalho para remover os resíduos de sal provavelmente irá dificultar a produção de arroz nestas localidades. O ministério está avaliando as áreas atingidas por meio de imagens de satélite oferecidas pelo centro geoespacial do Japão e, ainda, informações colhidas por técnicos em solo.

Pelos dados analisados até o momento, a província de Miyagi foi a mais atingida, com 13 mil hectares afetados pelas inundações, seguida por Fukushima com 5,4 mil hectares e Iwate com 1,8 mil hectares.

O ministério afirma que a reparação dos arrozais exigirá tempo, mas que esforços coletivos como importação de solo, dessalinização e medidas de drenagem poderão amenizar os danos. Dependendo da concentração de sal, algumas áreas podem demorar mais de um ano para serem recuperadas.

No total, foram relatados danos em cerca de 590 localidades rurais no Japão. O prejuízo está sendo contabilizando considerando instalações agrícolas, equipamentos e produção. Os números podem aumentar à medida que outras regiões forem avaliadas.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário