CE: Expectativa de safra recorde de grãos em 2011

Publicado em 28/04/2011 07:18 340 exibições
Safra de grãos no Ceará deve bater recorde de 2006. São esperadas pelo menos 1,3 milhão de toneladas para este ano. Chuvas de abril garantiram início da colheita de feijão e milho

O Governo do Estado projeta safra recorde de grãos para 2011. A estimativa é de pelo menos 1,3 milhão de toneladas colhidas no Ceará neste ano. Se confirmada, a safra estadual vai superar em 200 toneladas o recorde estadual de produção de 2006, quando foram colhidos 1.145.558 toneladas de grãos.

A estimativa faz parte da avaliação mensal do Grupo de Coordenação e Estatística de Agropecuária (GCES), que reúne órgãos do governo federal e estadual. Apesar do crescimento, a produção agrícola no Ceará corresponde a apenas 0,9% da produção nacional, de acordo com a mais recente estimativa divulgada pelo Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com Itamar Lemos, coordenador de Desenvolvimento da Agricultura Familiar da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (DAS), mesmo com nova estimativa a ser divulgada nos próximos dias, a variação da safra projetada deve ser pequena. “Evoluímos muito bem nos últimos meses. Com as chuvas de abril, todas as culturas estão seguras”, garante Lemos.

Por conta disso, a colheita de feijão e milho já começou em todas as regiões do Estado. O impacto da fartura é notado no preço da saca do feijão no Ceará. No Cariri, onde o plantio começou mais cedo, em janeiro, a saca de feijão vendida por até R$250. Em período de entressafra é encontrada até por R$70, segundo Lemos.

Incentivos

Para o Governo do Estado, o bom resultado da safra de 2011 se deve, além das chuvas fartas, à qualidade das sementes distribuídas aos agricultores.

O projeto Hora de Plantar distribuiu em 2011 cerca de 4,2 toneladas de sementes a 144 mil agricultores. De acordo com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Ceará (Fetraece), 70% da produção agrícola do Ceará vem de pequenos produtores.

“O acesso ao crédito rural também é muito importante, além da assistência técnica”, aponta Itamar Lemos. O presidente da Fetraece, Moisés Braz, diz que outro incentivo para os agricultores tem sido a plantação de uma cultura aliada à da mamona, fonte para a produção de biocombustível.

Para ele, porém, é preciso avançar na produção de julho a dezembro. “Nosso povo só produz no período chuvoso. As pequenas propriedades irrigadas ainda são experiências mínimas no Estado”, avalia.

O quê

ENTENDA A NOTÍCIA

A estimativa de recorde na safra estadual de grãos vem um ano depois da seca que minguou as plantações de 2010. Se confirmada, a colheita de 2011 será a maior desde que o IBGE iniciou esse tipo de levantamento, em 1972.
Tags:
Fonte:
O Povo

0 comentário