Feijão: Com preço em alta, produtores de Minas e Goiás saem do mercado

Publicado em 24/05/2011 11:00 459 exibições
Grande parte dos importadores do preto está decidida a guardar o grão chinês para vender aos poucos.
Com a alta registrada durante a semana passada e referendada ontem em São Paulo, os produtores, de maneira geral, se retiraram do mercado em Goiás e Minas Gerais. Esta atitude é natural, pois aguardam para ver os limites do mercado. Por outro lado, imediatamente, os empacotadores estão comunicando as novas tabelas para o varejo. Obviamente o varejo observará quem está mais "distraído" e que tenha o melhor preço para fechar.
O receio dos empacotadores é que ocorra o fenômeno do ano passado, quando, após a alta dos preços, vinha em seguida um novo período de queda. A oferta em São Paulo foi de aproximadamente 17 mil sacos com 50% vendido logo no início da manhã. Segue bem valorizado o feijão nota 9/9,5, ao redor de R$ 125,00. Já um nota 8 foi vendido entre R$ 95,00 e R$ 100,00.
Grande parte dos importadores está decidida a guardar o feijão preto chinês a partir de gora e ir vendendo aos poucos. Se isso vier a ocorrer, certamente o ritmo do mercado pode ser alterado, ainda que às portas esteja a safra argentina. Ontem, a referência permaneceu em R$ 85,00 em São Paulo.
Tags:
Fonte:
Correpar

0 comentário