Desvalorização do arroz pode reduzir produção da próxima safra em MT

Publicado em 05/07/2011 08:42 174 exibições
No mesmo caminho que anda a rentabilidade do produtor de arroz no Rio Grande do Sul deve passar o rizicultores mato-grossenses. A desvalorização do produto no mercado que está prejudicando a renda do produtor e impactando na falta de investimento da porteira para dentro, no Sul do país, pode ser repetido em Mato Grosso.

Os primeiros reflexos já começaram a despontar em terras mato-grossenses onde o preço da saca de arroz (60 quilos) caiu cerca de 17% do ano passado para cá. Em 2010, o produtor costumava a comercializar a saca de arroz ao preço médio de R$ 35, e, atualmente, não chega a R$ 29/sc. A estimativa lógica, segundo o presidente do Sindicado das Indústrias de Arroz de Mato Grosso (Sindarroz-MT), Ivo Fernandes Mendonça, é que essa queda no valor provoque quebra da safra que inicia em fevereiro do ano que vem.

“É cedo para traçar um cenário certo, mas é preciso destacar que a valorização do arroz no ano anterior fez aumentar a produção da safra passada”. Os dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) confirmam essa condição. A produção da safra 2010/2011chegou a 786 mil toneladas, que representa um aumento de 5,8% em relação a temporada 09/10, de 742,7 mil toneladas de arroz.

Mendonça destacou que o preço baixo é reflexo do excesso de oferta de produtos no mercado. Ele ressalta que Mato Grosso não deve voltar a ser o maior produtor de arroz do país. “Temos outra vocação econômica voltada para a soja, milho, algodão e carnes. Além disso, a produção é suficiente para atender a demanda consumidora do estado, que fica entre 250 mil toneladas e 350 mil toneladas”, conclui.

Tags:
Fonte:
G1 MT

0 comentário