Preço baixo pago pelo feijão desestimula plantio no PR

Publicado em 19/08/2011 08:26 359 exibições
Durante um mês inteiro serão horas e horas debaixo de sol forte e cada espaço da propriedade é aproveitado. Josafatt Scizbrux vai semear seis hectares de feijão. “A expectativa é de que seja uma boa safra e o preço melhore porque em 2010 foi ruim”.

O preço mínimo da saca de feijão, definido pelo governo, para a próxima safra baixou de R$ 80 para R$ 72. O governo reduziu o valor em 10% com o objetivo de desestimular o plantio, já que a expectativa é que a produção seja maior que o consumo. Em Prudentópolis, região centro-sul do Paraná, devem ser, pelo menos, 5 mil hectares a menos de lavouras.

Divanzir Batista, técnico da Emater, explica que muitos agricultores estão procurando outras alternativas e alguns já estão indo embora do município, abandonando a cultura do feijão.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário