Cenoura: Rentabilidade deve permanecer positiva em MG

Publicado em 22/10/2018 13:23 e atualizado em 22/10/2018 14:25
32 exibições

As cotações da cenoura na região de São Gotardo (MG) não devem apresentar grandes alterações até o fim deste mês, garantindo boa rentabilidade aos produtores. A manutenção dos preços deve-se à estabilidade da oferta.

Em setembro, apesar de uma maior disponibilidade de cenouras em relação a agosto – acarretada pela intensificação tardia da colheita da safra de inverno –, a caixa de 29 kg da “suja” foi comercializada por R$ 19,78, valor 149% acima dos custos de produção (R$ 7,94/ cx). Com as baixas temperaturas durante o plantio e desenvolvimento (julho e agosto), o crescimento secundário das raízes foi prolongado, resultando em menor volume de cenouras do tipo G (mais graúdas) e maior proporção de cenouras tipo AAA. Em setembro, a produtividade média foi de 96 t/ha, ficando 20,9% acima da verificada no mês anterior.

Para outubro, a expectativa é que a produtividade continue nesses patamares e que a qualidade seja satisfatória, reflexo das boas sementes utilizadas e do clima favorável. Apesar disso, alguns produtores afirmaram que a chuva durante o plantio de inverno (maio e junho) causou leve incidência de bifurcação das cenouras colhidas na primeira quinzena de setembro, o que resultou em descarte de uma parcela delas, mas sem grandes prejuízos.

Quanto à temporada de verão 2018/19, o plantio se iniciou na segunda quinzena de setembro e, até o momento, o clima tem sido favorável.

Confira mais informações no site www.hfbrasil.org.br

Tags:
Fonte: Cepea/Hortifruti

Nenhum comentário