Batata: De Norte a Sul, preços se elevam

Publicado em 19/06/2019 13:08
72 exibições

Os preços da batata estão mais elevados neste ano: na parcial de junho (1º a 18), a média de R$ 120,53/sc de 50 kg está 127% superior à de junho/18 (de R$ 53,10/sc), nas regiões paranaenses de Curitiba e São Mateus do Sul. Em Cristalina/Brasília (GO), o cenário não é diferente. No mesmo período, a alta foi de 144% da média de jun/19, de R$ 125,62/sc, frente à de jun/18, de R$ 51,41/sc.

MOTIVOS – O excesso de chuvas, de fevereiro até o final de maio, prejudicou o desenvolvimento das primeiras lavouras em Cristalina (GO). Dessa forma, as produtividades médias são estimadas em 550 sacas por hectare, enquanto o potencial é de até 1.000 sacas/ha (quebra de 45%). Isso, consequentemente, elevou os custos de produção – associado ao maior número de pulverizações –, justamente devido ao clima úmido.

Assim como na região goiana, as precipitações de fevereiro prejudicaram os tubérculos das praças paranaenses (Curitiba, Irati e São Mateus do Sul). Os produtores do Sudoeste Paulista, os quais estão iniciando suas atividades de colheita neste mês, passaram por situação semelhante: as chuvas, no decorrer do desenvolvimento dos tubérculos, prejudicaram a produção e a estimativa é de 27 toneladas por hectare – frente aos 30 a 35 ton/ha habituais.

Além disso, de acordo com colaboradores do Hortifruti/Cepea, com as plantações de soja em expansão no País, algumas pragas e doenças estão atingindo outras culturas. Uma das principais, que tem desafiado os bataticultores, é a larva alfinete, proveniente da "vaquinha".

Tags:
Fonte: Cepea/Hortifruti

0 comentário