Melancia: Demanda é aquecida nas regiões produtoras

Publicado em 20/03/2020 16:14
30 exibições

A preocupação com o aumento da disseminação do coronavírus é crescente a nível nacional. Como consequência, era esperado um impacto significativo na demanda por melancia nas regiões produtoras, mas nesta semana (16 a 20/03), a procura foi bastante aquecida nas roças. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, apesar da baixa movimentação nos atacados, supermercados e varejões ainda têm bom fluxo. Além disso, a oferta nas lavouras é reduzida, o que sustenta boas cotações.

Nas roças paulistas de Marília/Oscar Bressane e Itápolis, o preço médio da graúda (>12 kg) desta semana foi de R$ 0,94/kg, ligeira queda de 0,6% frente à semana passada. Nesta praça, a colheita ainda não se intensificou, o que permite preços superiores aos de Teixeira de Freitas (BA). Na Bahia, inclusive, compradores relataram que as chuvas nos últimos dias têm diminuído a vida útil da fruta, o que, aliado ao maior custo com frete para o Sul e o Sudeste do País, desvalorizou a melancia local. A graúda teve média de R$ 0,73/kg em Teixeira de Freitas, recuo de 5,6% em relação à semana passada.

Tags:
Fonte:
Cepea/Hortifruti

0 comentário