Tomate: Aumento da produção e menor demanda resultam em desvalorização

Publicado em 20/04/2020 08:16 79 exibições

 Nesta semana (13 a 17/04), a caixa do tomate salada longa vida 3A de 18-20 kg foi comercializada a R$ 67,19 (-14,63%) na Ceagesp, a R$ 58,75 (-16,81%) em Campinas (SP), a R$ 57,68 (-6,97%) em Rio de Janeiro (RJ) e a R$ 56,79 (-2,93%) em Belo Horizonte (MG). A menor desvalorização nos atacados carioca e mineiro possivelmente se dá pelo fato de, na semana anterior, terem apresentado uma alta menor que nas centrais paulistas. Com isso, os valores médios negociados nas quatro centrais acompanhadas pelo projeto Hortifruti/Cepea, estão mais próximos nesta semana. A queda nas cotações ocorreu pelo gradativo aumento da produção nas praças que iniciaram a colheita da safra de inverno, como em Minas Gerais (Sul de Minas, Pimentas, Araguari e Pará de Minas) e Paty do Alferes (RJ). Além disso, também houve demanda um pouco menor que na semana passada. Nos últimos dias, com o fraco movimento, juntamente com o aumento gradativo na oferta, tem resultado em sobras de tomate no atacado. Daqui para a frente, a tendência é de intensificação da colheita nas praças citadas, e deve se iniciar a safra em Sumaré (SP) e Mogi Guaçu (SP). Porém, um aumento na oferta pode ser pelo menos parcialmente mais contido, conforme a variação de temperaturas durante o outono.

Tags:
Fonte:
Cepea/Hortifruti

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário