Hortifruti: Para a acerola, grande oportunidade está no processamento

Publicado em 27/04/2020 10:58 47 exibições

As crescentes demandas interna e externa, a possibilidade de ter várias safras no decorrer do ano e a precocidade de produção tornam o cultivo de acerola atrativo no País. A fruta está entre os pequenos mercados analisados na edição de abril da revista Hortifruti Brasil.

Seu principal apelo é o alto índice de antioxidantes, sendo uma das frutas mais ricas em vitamina C (superando os cítricos!) e um alimento de baixo valor calórico. A maior parte da produção da fruta é destinada à indústria de processamento. A comercialização in natura, por sua vez, ocorre principalmente para mercados locais, a fim de se evitar perdas durante o transporte para longas distâncias, já que a fruta é bem sensível.

DESAFIOS – A acerola é uma fruta bastante perecível, dificultando a comercialização para longas distâncias. Diante disso, é necessário que haja um mercado garantido (como por meio de contratos com as indústrias) e investir em logística para a boa distribuição – o transporte é feito com a fruta fresca, já que o investimento em câmaras frias é alto.

No entanto, fechar contratos a valores competitivos nem sempre é uma realidade entre os pequenos produtores, pois precisam garantir grande volume de produção. A solução é a formação de cooperativas e associações. Além disso, os custos com mão de obra são elevados, já que a colheita é manual.

Tags:
Fonte:
Cepea/Hortifruti

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário