Cebola: Cotações são pressionadas, após aumento da produção nacional

Publicado em 27/08/2020 16:46 44 exibições

Agosto vem sendo marcado por aumento significativo na oferta nacional, fator que reflete negativamente nas cotações (as quais estão em queda desde o início do mês). As primeiras retrações foram mais acentuadas, principalmente entre os dias 07 e 14, uma vez que as praças de Monte Alto e São José do Rio Pardo (SP) intensificaram significativamente suas colheitas.

Quanto às safras mineira e goiana, a comercialização já ultrapassou a metade do volume total da temporada 2020. Diferentemente do observado em julho, a qualidade dos bulbos melhorou – com a retração dos preços e menor "euforia" nas vendas, as retiradas precoces cessaram, permitindo maior tempo de cura no campo. Até o momento (1° a 26/08), a parcial da caixa tipo 3, em Santa Juliana (MG), está em R$ 33,83/sc de 20kg. Produtores consultados pelo Hortifruti/Cepea ainda relataram que intervalos de colheita continuam ocorrendo no Cerrado (MG e GO), devido à comercialização precoce dos volumes que seriam ofertados neste mês.

Agora, na reta final de agosto, Vale do São Francisco (BA/PE) e Irecê (BA) intensificaram suas colheitas e ganharam atenção no mercado nacional. Ademais, a região de Baraúna/Mossoró (RN) também iniciou a safra 2020. Conforme agentes, parte dos primeiros lotes apresentou qualidade insatisfatória, devido às chuvas no início da semeadura, que provocaram doenças fúngicas e bacterianas. No entanto, a tendência é de maior produção no próximo mês.

Tags:
Fonte:
Cepea/Hortifruti

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário