Cebola/Cepea: Clima dita o comportamento do mercado no Sul

Publicado em 26/01/2021 11:59 54 exibições

 A menor oferta nacional de cebola elevou as cotações do produto a partir da segunda quinzena de dezembro de 2020, no Sul do País – as quais seguem em movimento de alta neste mês. Em Ituporanga (SC), o preço ao produtor é de R$ 1,87/kg na parcial de janeiro (1° a 22/01), valor 30% superior à média de dezembro.

As condições climáticas nesta safra 2020/21 – estiagem, granizo e chuvas – afetaram a produção e resultaram em grande variação na sanidade e no valor das cebolas. Em Guarapuava (PR), especificadamente, o excesso de chuvas em dezembro de 2020 prejudicou a qualidade de parte dos bulbos, resultando em amplitude significativa durante o mês de janeiro.

Já a falta de chuva, durante o período de desenvolvimento, refletiu em baixo volume de cebolas de maior calibre (tipo caixa 4). Este cenário ocasionou uma maior necessidade de importação: colaboradores do Hortifruti/Cepea relataram a entrada de cebolas chilenas tipo caixa 4 no País.

PERSPECTIVAS – Nos últimos dias, as intensas precipitações dificultaram o escoamento dos bulbos das lavouras aos beneficiadores, uma vez que o tráfego de caminhões nas estradas esteve limitado. De modo geral, a colheita está praticamente encerrada e as cebolas, armazenadas nos galpões. Estima-se que as cotações permaneçam em alta nas semanas seguintes, uma vez que o volume nacional está reduzido.

Tags:
Fonte:
Cepea/Hortifruti

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário