Farinha de mandioca registra maior índice de produção nos últimos sete anos

Publicado em 10/03/2010 18:51 838 exibições

Em <?xml:namespace prefix = st1 />2009, a produção brasileira da farinha de mandioca alcançou o maior índice nos últimos sete anos, 583,11 mil toneladas, menor apenas que o registrado em 2002, quando chegou a 667 mil toneladas. Os dados, apresentados na reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Mandioca e Derivados, nesta quarta-feira (10), em Brasília, são resultados de pesquisa do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Universidade Federal de São Paulo.<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

A produção em 2009 foi 3,3% superior á de 2008, com 565,11 mil toneladas da farinha. Já o preço médio da farinha registrou leve queda e fechou o ano a R$ 939,21 a tonelada, contra R$ 961,64, em 2008. A fabricação da farinha de mandioca está concentrada no Paraná, com 71%, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Santa Catarina e Goiás.

Padrão - Na reunião também foi apresentada a proposta de instrução normativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para definir o padrão oficial de classificação da farinha de mandioca, com os requisitos de identidade e qualidade. A norma aplica-se ao controle de qualidade da farinha de mandioca destinada à comercialização interna, importação e exportação. Cor, sabor, acidez, ingredientes, teor de amido, umidade, tipo, torra, forma de manipulação deverão ser analisadas.

“A instrução normativa surgiu da necessidade de revisar o padrão, anteriormente, usado para classificação da farinha, pois, não estava abrangendo todos os tipos produzidos do Brasil”, explica o técnico do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal do Mapa, Rafael Barrocas. Segundo ele, a proposta de norma foi elaborada com a participação de pesquisadores, laboratórios, entidades públicas e privadas ligadas à cadeia produtiva da mandioca. A instrução normativa, publicada na Portaria Nº 347, de <?xml:namespace prefix = u2 />12 de janeiro de 2010, está em consulta pública, até 12 de abril. (Sophia Gebrim)

Tags:
Fonte:
Mapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário