Produtor mineiro vai agregar valor às frutas para aumentar renda

Publicado em 03/11/2011 15:46 284 exibições
Técnicos recomendam fornecimento ao programa de Alimentação Escolar.
Para aumentar e melhorar a produção nos pomares, aperfeiçoar a gestão do negócio e fortalecer a comercialização de frutas no Estado, cerca de 2,5 mil produtores de 20 municípios vão participar, em 2012, do Circuito Mineiro de Fruticultura (Frutifica Minas). Criado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e coordenado pela sua vinculada Emater-MG, o circuito consiste em palestras, dias de campo e oficinas para difundir a utilização de boas práticas de produção entre os fruticultores.

Thyara Rocha Ribeiro, assessora técnica da Subsecretaria de Agricultura Familiar, informa que no próximo ano o Frutifica Minas vai enfatizar a agregação de valor aos produtos dos pomares por meio de melhorias no período pós-colheita, utilização de embalagem e adesão ao processamento de frutas (produção de doces, sucos, licores e outros). “Os agricultores também serão estimulados para trabalhar em grupo e fortalecer o associativismo nas regiões de fruticultura”, explica a assessora.

Nas palestras e dias de campo, segundo Thyara, serão incluídas informações sobre os novos canais de comercialização à disposição dos produtores, com destaque para o PNAE (Programa de Alimentação Escolar), que possibilita a venda direta dos produtos para as escolas municipais e estaduais.

De acordo com Deny Sanábio, coordenador do Circuito de Fruticultura pela Emater, o programa está avançando conforme as expectativas. “Os trabalhos realizados em 2011 registram um considerável crescimento, pois o ano vai fechar com doze municípios atendidos e cerca de 1,9 mil produtores envolvidos. Em 2010, primeiro ano do Frutifica Minas, cinco municípios foram atendidos e houve a participação de 1,2 mil produtores”, informa.

Faltam duas etapas do circuito para completar a série deste ano, sendo uma delas programada para o dia 10, quinta-feira, em Caxambu, no Sul de Minas, com participação prevista de fruticultores de 60 municípios. A etapa de fechamento da programação anual será em dezembro, com os fruticultores de Campina Verde, no Triângulo Mineiro.    

Novo cenário

Nos encontros, os técnicos e pesquisadores a serviço do Frutifica Minas falam sobre a necessidade de profissionalização dos agricultores e dão ênfase à produção  conforme as exigências do mercado. Segundo o coordenador estadual de Fruticultura da Emater-MG, Sérgio Pereira de Carvalho, “as palestras, as oficinas e os dias de campo mostram a importância de práticas de baixo custo para a produção sustentável nos pomares.” 

O coordenador explica que a demanda por frutas no Estado é grande e deve continuar aumentando. “A renda familiar cresceu e os hábitos alimentares estão mudando, conforme uma linha de valorização da saúde, e neste caso tem destaque a progressiva inclusão de frutas”, enfatiza. 

Carvalho acrescenta que os produtores mineiros podem contar inclusive com a perspectiva de vendas para o mercado externo depois de alcançarem um volume de produção suficiente para a demanda interna. Ele informa que apenas 31,9% das frutas comercializadas atualmente na CeasaMinas vêm de municípios mineiros. “No entanto, temos condições de solo e clima para produzir em grande escala, respeitadas as características específicas das regiões mineiras”, avalia.

O Frutifica Minas conta também com a parceria da Universidade Federal de Lavras (Ufla) e da Ceasaminas, além do apoio da Embrapa, Faemg e outras instituições ligadas à produção agropecuária no Estado.

Tags:
Fonte:
Sec. de Agricultura de MG

0 comentário