Prêmio Equalizador para a laranja deve recompor preços no campo

Publicado em 11/08/2014 07:54 761 exibições
Citricultores gaúchos poderão fazer sua estreia na modalidade

O chefe da divisão de política agrícola do Ministério da Agricultura, Gustavo Firmo, assegurou que novos três leilões de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro) de laranja para a safra 2014/2015 serão realizados nos meses de agosto, setembro e outubro. Neste ano, já aconteceram dois certames do tipo, em julho, atendendo a produtores paulistas e paranaenses.

Nos próximos três leilões participam também Rio Grande do Sul, Bahia, Sergipe e Minas Gerais. Os leilões de Pepro garantem ao produtor o ganho mínimo pelo quilo dos produtos comercializados. No caso das laranjas para processamento industrial, os citricultores têm recebido cotação pelo menos 20% mais baixa do que o estabelecido, já que o quilo da laranja pago pela indústria ao produtor deveria ser de, no mínimo, R$ 0,28, mas não tem superado os R$ 0,22. 

Com essa ferramenta, a expectativa é de que essa diferença seja compensada. Os leilões devem subsidiar, nos quatro estados, 2,4 milhões de caixas da fruta, sendo que cada um dos certames – previstos para 29 de agosto, 30 de setembro e 31 de outubro – deve resultar em 800 mil caixas cada. De acordo com o coordenador técnico da Câmara Setorial de Citricultura do Estado, Paulo Lipp, um volume satisfatório para o Rio Grande do Sul seria de 350 mil caixas – cada uma com um total de R$ 40,8 quilos. “Essa iniciativa é uma conquista e um estímulo ao produtor”, celebra Lipp, que acompanhou o processo de ingresso do Estado nos leilões, discutido na Câmara Setorial de Citricultura Nacional.

Leia a notícia na íntegra no site do Jornal do Comércio.

Tags:
Fonte:
Jornal do Comércio

0 comentário