Citricultura gaúcha implanta rastreabilidade para potencializar produtividade

Publicado em 09/12/2019 16:48
98 exibições

Estudos realizados pela Embrapa Clima Temperado apontam uma imensa potencialidade do Rio Grande do Sul para a atividade citrícola. Embora as indústrias ainda comprem até 50% dos frutos para processamento de outros estados.

No entanto, para atender uma demanda cada vez maior, o setor foi buscar a parceria das Agtechs, startups do agro especializadas em tecnologia, para desenvolver os processos produtivos e atingir novos mercados.

É o que está fazendo a BioCitrus, tradicional empresa brasileira produtora de óleos essenciais, que vai implantar junto aos seus produtores um Caderno de Campo Digital, onde serão armazenadas informações agronômicas e outros dados, permitindo a rastreabilidade das frutas. Além de outras funcionalidades que permitem melhor gestão e análise da produtividade do cultivo.

A solução foi desenvolvida pela startup gaúcha, Elysios Agricultura Inteligente, e já vem sendo utilizada com sucesso na viticultura e olericultura. O diretor de produto e um dos fundadores da Elysios, Levi Trevisan, explica que a ferramenta está disposta no aplicativo e também no computador, onde é possível fazer controle de aplicação de defensivos até gerar uma perspectiva de volume de safra.

“É o aplicativo Demetra Integrador, que permite coletar dados no campo e transformar em informação para otimizar processos, além de reduzir os custos da produção, indicando a quantidade ideal de água e insumos”, afirma Trevisan.
A parceria com a Bio Citrus terá início através de um projeto-piloto onde serão impactados 60 produtores no Rio Grande do Sul. O projeto visa a rastreabilidade de todos os processos de produção, onde a equipe técnica da BioCitrus poderá auxiliar os produtores com maior precisão. A gestora ambiental da BioCitrus, Juliane Stefanoni Costa, destaca que a solução apresentada pela startup responde as demandas de mercado dos últimos anos, principalmente em relação ao conceito de rastreabilidade da fruta, para mesa ou indústria.

“Visualizamos que as informações a partir da solução tecnológica oferecida pelo Elysios garantirão maior facilidade de preenchimento do caderno de campo, velocidade e interpretação das informações, permitindo uma melhor gestão da propriedade rural e a profissionalização do produtor”, diz a executiva.

Em 2019, a BioCitros projeta um crescimento exponencial a partir de projetos e novas tecnologias. A indústria de processamento de Montenegro é a principal produtora de óleos essenciais do Brasil. A tendência é que futuramente o aplicativo esteja à disposição de toda cadeia de fornecimento de matéria-prima integrados a BioCitrus.

“A implementação de novas tecnologias é um conceito mundial e a BioCitrus também está totalmente engajada neste conceito. Esperamos que a parceria BioCitrus e Elysios crie uma ponte entre a indústria, o produtor e o mundo”, finaliza Juliane.

De acordo com os especialistas, a rastreabilidade pode gerar mais segurança para cadeia produtiva, além de auxiliar na abertura de mercado para a indústria e o produtor, como lembra o diretor da Elysios.

“A rastreabilidade gera valor agregado para produtos que podem comprovar sua origem e ajuda para que os bons produtores possam ser identificados e valorizados”, afirma Trevisan.

Tags:
Fonte: Assessoria de Comunicação

0 comentário