Citros: Preços são os maiores desde 1996

Publicado em 05/07/2010 15:26 441 exibições
A menor oferta de laranja in natura, por conta da quebra na safra paulista 2010/11 e do aumento de fechamentos de contratos por parte da indústria, tem impulsionado os preços da fruta no mercado interno. Em junho, o preço médio da laranja atingiu o maior valor desde o início do levantamento do Cepea para este mercado, em 1996, em termos nominais. Em relação à colheita de precoces, a atividade terminou em algumas regiões paulistas. A variedade hamlin teve preço médio de R$ 12,36/cx de 40,8 kg, na árvore, em junho – o maior em termos nominais desde 1996. Quanto à pêra, a colheita está intensificando-se aos poucos. A variedade fechou o mês a R$ 15,13/cx, na árvore, também o maior preço médio desde 1995 (quando o Cepea começou o levantamento), em termos nominais. Em relação à lima ácida tahiti, em junho, a cotação média da caixa colhida foi de R$ 18,96, também o maior valor nominal desde 1996, para o mesmo período.
Tags:
Fonte:
Cepea/Esalq

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário