Laranja: Colheita atinge 50% da área no RS

Publicado em 03/06/2011 15:38 747 exibições
Continua a colheita das frutas cítricas no Rio Grande do  Sul, principalmente na região do Vale do Caí, a maior produtora de citros do estado. O raleio da bergamotinha verde, atividade que demanda grande mão-de-obra, já está finalizada.
Entre as laranjas, estão em colheita a variedade Céu Gaúcha, laranja sem acidez, e as laranjas de mesa variedades Seleta, Shamouti, variedade israelense e a Umbigo variedade Bahia, todas com praticamente metade das frutas colhidas.
Estão em falta no mercado gaúcho, laranjas para elaboração de suco. As que  estão sendo vendidas em fruteiras e supermercados são procedentes de outros  estados, pois não há o cultivo de variedades de laranjas para suco de ciclo  precoce no Rio Grande do Sul.
Os preços recebidos pelos citricultores ficaram estáveis para as  variedades Céu Precoce e para a Umbigo Bahia, e tiveram redução na variedade  Shamouti, passando de R$ 20,00 para R$18,00/cx. A elevação aconteceu para a  variedade Seleta, que passou de R$ 14,00 para R$ 16,00/cx.

Os preços médios recebidos pelos produtores na região do Vale do Caí foram os seguintes:

Fruta % R$/cx R$/cx
27.05 13/05 27/05

Laranja Céu Gaúcha 50% 9,00 9,00
Laranja Seleta 50% 14,00 16,00
Laranja Shamouti 40% 20,00 18,00
Laranja Umbigo Bahia 60% 15,00 15,00


Na região do Alto Uruguai, de uma maneira geral, é normal o estado dos  pomares. Os preços de comercialização variam entre R$ 9,00 e R$ 12,00/cx de  25 kg para a laranja de umbigo variedade Bahia. Na laranja variedade Céu, as  cotações oscilam entre R$ 5,00 a R$ 10,00/cx, na laranja variedade Rubi ele se encontra em R$ 10,00/cx.
Nas regiões do Planalto e Médio Alto Uruguai, não houve modificações  no quadro na semana. Os pomares de laranjas e bergamotas estão em excelente  qualidade.
Está em início de comercialização a bergamota variedade Ponkan, com  preço de R$ 8,00/kg. A laranja variedade umbigo Bahia ao valor de R$ 13,00/cx, e a IAPAR 53 a R$ 0,53/kg. Na Serra Gaúcha, outra importante área de fruticultura, também para os citros o quadro climático foi altamente
benéfico na melhoria do aspecto, principalmente na intensificação da cor e no aprimoramento do sabor, tornando as frutas mais apetecíveis.
A colheita prossegue de forma tranquila, com o citricultor aguardando o  melhor momento para comercializar a produção. Os preços médios estão sem  alterações, ficando em R$ 0,50/kg para a laranja variedade do Céu.
Tags:
Fonte:
Emater/RS

0 comentário