Citros: Por enquanto, estiagem não ameaça safra 2012/13

Publicado em 19/09/2011 10:23 410 exibições
O tempo seco que predomina no estado de São Paulo tem preocupado citricultores. Além de acarretar a queda de frutos dos pés, se persistir por muitas semanas, a falta de umidade pode limitar a ocorrência de floradas da próxima safra (2012/13). Previsões climáticas apontam que deve chover a partir do dia 20 nas principais regiões produtoras, o que indica possibilidade de abertura de flores dentro da normalidade. A primeira florada de laranja vem acontecendo desde agosto, simultaneamente ao pico de colheita. Na maioria das regiões, a florada foi desuniforme e parte dos “chumbinhos” pode ser abortada pela falta de umidade. Por outro lado, o tempo seco neste período pode ser considerado positivo para futuras floradas principalmente na região norte do estado, visto que promove o estresse da planta e isso tende a estimular floradas intensas. O mercado paulista de laranja de mesa apresentou ligeiro aquecimento na procura na semana passada. Assim, o preço reagiu levemente, apesar de a oferta da fruta continuar alta. A média da laranja pêra na semana passada foi de R$ 9,61/cx de 40,8 kg na árvore, leve alta de 1% em relação à semana anterior. Quanto aos preços da laranja negociada com a indústria na modalidade spot, o número de negócios captados pelo Cepea continua insuficiente para a elaboração de médias conforme os critérios metodológicos estabelecidos.

Nota: Apesar do avanço da safra, o número de negócios de laranja com a indústria na modalidade spot captado pelo Cepea tem sido insuficiente para a elaboração de médias de preços que atendam aos critérios metodológicos. Neste ano, muitas vendas para a indústria se baseiam no valor da LEC (Linha Especial de Crédito) acrescido de participação do preço internacional do suco - a ser definido no final da safra. Por esse motivo, a tabela ”Laranja Indústria” não tem sido atualizada.

Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário