Conseleite-PR: muçarela perde espaço para leite em pó em janeiro

Publicado em 18/02/2020 15:12 113 exibições

O queijo muçarela perdeu espaço no chamado mix de comercialização das empresas participantes do Conseleite-PR em janeiro de 2020, ante dezembro de 2019, apontou a reunião da entidade, na sede do Sistema FAEP/SENAR-PR, em Curitiba, nesta terça-feira (18). O levantamento mostrou que entre todos os produtos fabricados e vendidos pelas companhias que integram o órgão, o muçarela perdeu 5% de participação período, caindo de 49% para 44% do total. No primeiro decêndio de fevereiro, o movimento manteve a tendência de queda e reduziu em mais 5% sua participação, chegando a 39% do total.

Um dos índices que ajuda a compreender esse cenário é o aproveitamento, pelas empresas, dos bons preços no mercado de leite em pó. O resultado das exportações pelo Brasil, por exemplo, cresceu de US$ 4 milhões para US$ 8 milhões no confronto entre janeiro de 2020 e dezembro de 2019. “A queda nas vendas do muçarela é explicada em boa parte pelo aumento na cotação do dólar, que passa da casa dos R$ 4,30, direcionando parte da produção ao leite em pó”, aponta o professor José Roberto Canziani, da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Na média geral, o valor de referência do leite em janeiro fechou praticamente estável, em R$ 1,2752, o que equivale a uma variação de R$ 0,0003 (0,02%). A previsão para fevereiro é de que o valor de referência feche em R$ 1,2810, com variação de R$ 0,0129 (1,02%). “Essas variações positivas significam talvez que ainda estejamos sob efeito do aumento do poder aquisitivo do consumidor, com a melhoria na economia. Mas é preciso ficarmos atentos, já que os dados da economia foram revistos um pouco para baixo em janeiro e fevereiro e o crescimento da economia deve continuar, mas não num ritmo tão otimista”, alerta Canziani.

Fonte:
Faep

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário