USDA estima queda na produção e consumo de leite do BR em 2020, mas setor deve ter alta em 2021

Publicado em 16/10/2020 14:05
Segundo relatório do Departamento, no ano que vem o país vai tentar recuperar a produção, mas alta será lenta, pressionada pela recessão econômica

LOGO nalogo

De acordo com relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) sobre produção e consumo anual de leite e derivados no Brasil, a previsão é de que a produção de leite em 2020 caia 3%, para 23,5 milhões de toneladas. Devido à pandemia, as perspectivas para 2020 têm sido incertas para o setor de lácteos brasileiro, informou o documento, e a oferta apertada de leite pressionou os preços de varejo. 

Os primeiros cinco meses de 2020 começaram com uma perspectiva de alta para produção, em relação a 2019. Entretanto, o mês de junho apresentou uma queda considerável de 3,4% na produção de leite em relação ao mesmo período de 2019, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa queda na oferta é resultado das condições de estiagem no sul do país, que diminuiu o pasto e postergou o início da colheita na região.

O Departamento estima que a produção de leite em 2021 atingirá 23,8 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 1,3% em relação a 2020, com o Brasil tentando retomar os níveis de perodução.

Na questão do consumo de leite líquido em 2020, a perspectiva do USDA é de queda de 3%, atingindo 26,5 milhões de toneladas. Já para o ano de 2021, a expectativa é de que o consumo de leite fluido aumente em 1%, chegando a 26,77 milhões de tonreladas, considerando que o Brasil provavelmente ainda estará no meio de uma crise econômica.

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário