Crise hidroviária afeta logística do porto de Santos

Publicado em 23/06/2014 07:43 576 exibições

A crise no transporte hidroviário em São Paulo voltou a ser debatida na manhã da terça-feira (17/06), na sede da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), em Brasília. O assunto foi tema de uma reunião entre o diretor-geral do órgão regulador do setor, Mário Povia, o diretor Adalberto Tokarski, e representantes de órgãos e empresas ligados ao modal no estado.

A navegação de barcaças pela Hidrovia Tietê-Paraná está praticamente parada desde o final do mês passado, com o acirramento da estiagem na região. A falta de chuvas reduziu o leito fluvial e também levou as usinas de Três Irmãos e Ilha Solteira a ampliar a geração de energia (a fim de compensar outras hidrelétricas). Como resultado, as duas reduziram o nível dos seus lagos, interligados pelo Canal Pereira Barreto, usado para navegação.

Leia a notícia na íntegra no site A Tribuna.

Tags:
Fonte:
A Tribuna

0 comentário