Porto de Antonina chega a 1 milhão de toneladas de produtos movimentadas

Publicado em 08/07/2014 11:44 618 exibições

A movimentação no Porto de Antonina, aonde opera a empresa Terminais Portuários da Ponta do Félix, já passou de um milhão de toneladas. Esta marca foi batida esta semana. O volume significa um aumento de quase 30% em relação ao mesmo período do ano passado, com cerca de 780 mil toneladas movimentadas.
 
Durante todo o ano passado, foram movimentadas no Porto de Antonina 1,5 milhão de toneladas de produtos, principalmente fertilizantes. Até o final deste ano, a meta é chegar a dois milhões.
 
“Na última segunda-feira (7), chegamos a quase 1,015 milhão de toneladas movimentadas. Em um semestre, estamos conseguindo alcançar a movimentação que tínhamos durante todo ano, em 2011, por exemplo. Isso mostra que nossos investimentos e as melhorias operacionais implantadas pela Administração dos Portos do Paraná têm dado resultado”, afirma o diretor do Porto de Antonina, Luis Carlos Souza.
 
Segundo o diretor comercial e operacional da Ponta do Félix, Cícero Simião, a empresa tem melhorado a produtividade, o que tem refletido nos contratos fechados. “Os contratos atuais foram incrementados, com clientes mais confiantes principalmente com base nas elevações de calado que ocorreram em nosso canal de acesso, por conta da dragagem; na aquisição de equipamentos como novo sistema gerencial; processo para aquisição de novas balanças e novos funis. Enfim, a nossa performance está maior nos aspectos operacional e produtivo”, comenta.
 
Movimentação – O volume movimentado no primeiro semestre, este ano, pela Ponta do Félix foi de fertilizantes, importados principalmente da Europa, Oriente Médio e América do Norte. O ganho de 30% em relação ao período do ano passado gera benefícios diretos para a região, que se torna mais atraente.
                                                                                                                                                         
“Com esse aumento na produtividade do terminal, o trabalhador e a população de um modo geral são beneficiados diretamente. Com a atividade estável, conquistando novos mercados e clientes, a economia local fica mais segura, atraente para novos investimentos e mais postos de trabalhos regulares são gerados, com isso, o comércio se desenvolve também”, afirma Simião.
 
Ainda de acordo com o diretor da empresa operadora do Porto de Antonina, novos clientes, que há tempo não viam Antonina como uma opção a ser estudada e desenvolvida, têm demonstrado interesse. “São vários os sinais de que estudam desenvolver soluções eficazes em logística. Elevamos o grau de atratividade de nossas estruturas e serviços, e a notoriedade de nossos resultados. Com isso, todos se beneficiam: o Porto e a cidade”, conclui.

Tags:
Fonte:
APPA

0 comentário