Valtra celebra 60 anos da chegada da marca ao Brasil

Publicado em 20/02/2020 18:17 236 exibições
De origem finlandesa, montadora de máquinas agrícolas se instalou no país em 1960 e participou das principais evoluções do agronegócio brasileiro

Especialista na concepção e fabricação de máquinas e implementos agrícolas, a Valtra completa 60 anos de Brasil em 2020. A marca, então chamada de Valmet do Brasil, deu início às suas atividades oficialmente nos primeiros meses de 1960, depois de um período de abertura comercial entre os governos de Brasil e Finlândia, país de origem da Valmet.

“Celebrar 60 anos da Valtra no Brasil é celebrar o progresso da agricultura brasileira, cuja história se mistura com a da marca. Foi a primeira montadora de máquinas agrícolas a se instalar no país e, ao longo destes 60 anos, tem mantido a sua vocação de marca inovadora. Não foram poucas as vezes em que a Valtra redefiniu o mercado de máquinas no país nessas seis décadas”, exalta Luis Felli, presidente AGCO América do Sul.

A companhia fez parte da chegada da indústria automotiva ao Brasil, impulsionada pelo lema desenvolvimentista do então presidente Juscelino Kubistchek, que queria que o país avançasse “50 anos em 5”. Ao longo dos anos, a Valtra foi pioneira no desenvolvimento de máquinas agrícolas pensadas especialmente para o cultivo em solo brasileiro, preservando design e robustez escandinavos.

Foi da Valtra o primeiro trator estreito, desenvolvido para combater uma crise de pragas nas lavouras brasileiras de café nos anos 60. Durante muitos anos, o maior e mais potente trator do Brasil foi o Valmet 138-4. No início dos anos 70, época em que o país passou por uma crise energética, a Valtra desenvolveu o primeiro e mais eficiente trator com motor de ignição a diesel e torque a álcool. Nos anos 90, o primeiro trator com cabine e ar-condicionado também foi desenvolvido pela Valtra.

Mais recentemente, seguindo seu DNA inovador, a Valtra renovou 100% do seu portfólio de máquinas, adicionando alta tecnologia, conectividade e inteligência aos tratores, colheitadeiras, pulverizadores e implementos da marca. Em 2017, foi mais uma vez pioneira, ao fabricar o Valtra Série T CVT, o primeiro com câmbio CVT do país. O marco mais recente foi o lançamento da plantadora dobrável Momentum, o primeiro projeto global da Valtra totalmente desenvolvido no Brasil.

“Temos a responsabilidade, mas também o prazer de levar adiante o legado da Valtra. Estamos na era da agricultura de decisão, baseada em dados, conectividade e alta tecnologia, e a Valtra está pronta para qualquer desafio nesse sentido. Celebramos o passado glorioso da marca olhando para o futuro, com a certeza de que nossos produtos continuarão fundamentais para a agricultura brasileira”, finaliza Luis Felli.

Tradição e inovação são marcas da Valtra no mercado de cana

Além dos diversos momentos nos últimos 60 anos em que redefiniu o mercado de máquinas agrícolas no Brasil, a Valtra criou uma forte ligação com o mercado de cana. Desde a criação das primeiras linhas de tratores semipesados e pesados da marca, o setor sucroalcooleiro passou a preferir os equipamentos Valtra. Tal relação se fortaleceu com o lançamento da série de tratores BH geração I,I e permanece até hoje. O trator BH 194 HiTech é hoje o mais vendido da marca no Brasil, muito graças aos produtores de cana.

Além dele, a Valtra oferece soluções completas e customizáveis para o cultivo de cana, como a colhedora BE 1035e, disponível também na versão mudas. Outro destaque do portfólio de soluções da marca para cana é o novo pulverizador BS3330H. Dono da melhor barra de pulverização do mercado, o equipamento, na sua versão de 24 metros, é o único do mercado homologado para trabalhar em meia-barra, função imprescindível para o cultivo de cana em áreas de meiosi. 

Fonte:
Assessoria de Comunicação

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário