Temporada de furacões pode bater recordes nos EUA

Publicado em 28/05/2010 15:11 685 exibições
A próxima temporada de furacões na bacia Atlântica, de junho a novembro, pode superar recordes históricos, segundo os Estados Unidos. A secretária de comércio da Administração Nacional da Atmosfera e Oceanos (NOAA, na sigla em inglês), Jane Lubchenco, disse que a temporada será entre "ativa" e "extremamente ativa", em função de três fatores climáticos chave. Essas três condições são um fenômeno "El Niño" mais fraco que nos outros anos e, portanto, menos capaz de frear as tempestades; temperaturas das águas do oceano Atlântico mais altas e a aceleração do ciclo tropical iniciado em 1995.

A temporada de furacões no Atlântico vai de 1º de junho ao começo de novembro. Segundo a NOAA, há uma probabilidade de 70% de que aconteçam nesta temporada entre 14 e 23 tempestades tropicais com intensidade suficiente para receber nomes (com ventos sustentados de pelo menos 63 km/h), das quais algo entre 8 e 14 poderão se tornar furacões (ventos acima de 120 km/h) e de 3 a 7 deles poderão ser furacões grandes, de categoria 3 ou superior (ventos de mais de 179 km/h).

"Se essa perspectiva se mantiver, esta temporada poderá ser uma das mais ativas registradas. A maior probabilidade de haver tempestades traz um risco maior de que elas atinjam terra firme. Em resumo, exortamos a todos para que estejam preparados", disse a administradora da NOAA Jane Lubchenco, subsecretária de Comércio para Oceanos e Atmosfera dos EUA.

Outra previsão respeitada sobre a atividade na temporada de furacões no Atlântico é do Projeto de Meteorologia Tropical da Colorado State University. A previsão mais recente para este ano, divulgada em 7 de abril, é de que haverá 15 tempestades tropicais nomeadas, 8 furacões e 4 grandes furacões.

Com informações das agências internacionais

Fonte:
Redação NA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário