Eletrobrás adere ao Projeto Verde Rio do Instituto Ação Verde

Publicado em 10/12/2010 13:01 402 exibições
Empresa participará em 2011 da etapa para preservação e recuperação de APPs no rio Teles Pires
As Centrais Elétricas Brasileiras (Eletrobrás) vai aderir ao Projeto Verde Rio, do Instituto Ação Verde. A assinatura do convênio ocorrerá na próxima quarta-feira (15.12) durante o balanço das atividades de 2010 e o lançamento dos projetos do Instituto para o próximo ano, que terá como tema “2011 Com Muito Mais Ação”. O evento será realizado a partir das 19h30 no auditório da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt).
A Eletrobrás participará no fomento das primeiras etapas do Projeto Verde Rio no ano de 2011. Segundo o superintendente do Instituto Ação Verde, Paulo Borges, o foco do projeto no próximo ano será a recuperação e a preservação das Áreas de Preservação Permanente (APPs) do rio Teles Pires.
“O Projeto Verde Rio é dividido em várias frentes de trabalho e a Eletrobrás apoiará diretamente o cadastramento socioeconômico e ambiental das propriedades, os levantamentos fitossociológico e de nível de degradação de Áreas de Preservação Permanente Degradada (APPD’s) e a produção das primeiras 100 mil mudas, que serão distribuídas gratuitamente para o reflorestamento”, explica o superintendente.
Durante o evento haverá ainda a apresentação do levantamento das imagens de satélite das matas ciliares existentes em propriedades rurais que estão na área de abrangência do Teles Pires nos municípios de Sorriso, Sinop e Itaúba.
Para o diretor-executivo do Instituto e diretor da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja/MT), Ricardo Arioli, a participação da Eletrobrás demonstra que a soma de esforços do setor produtivo já ultrapassa a fronteira estadual. “Mato Grosso tem despertado o interesse de investidores que já reconhecem  que o produtor rural e o empresariado local priorizam a produção verde, com ênfase na sustentabilidade social, econômica e ambiental”.
No primeiro ano do projeto, em 2008, foram realizadas ações nos rios Cuiabá, Paraguai e São Lourenço. A meta é incluir até 2020 os rios Juruena, das Mortes, Araguaia, Piqueri e Vermelho.
O Instituto Ação Verde é uma organização não-governamental do setor produtivo de Mato Grosso e tem como integrantes a Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja/MT), Associação de Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindálcool), Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira (Cipem) e Sindicato da Construção, Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica e Gás no Estado de Mato Grosso (Sincremat).
O Projeto Verde Rio conta ainda com o apoio do governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema/MT) e da Secretaria de Desenvolvimento Rural de Mato Grosso (Seder/MT), além do Ministério Público do Estado, prefeituras, Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), a empresa Energética Águas da Pedra e a partir de agora conta também com o apoio da Eletrobrás.
Fonte:
Aprosoja

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário