Mercado brasileiro do milho tem semana marcada pela oferta escassa e grande procura

Publicado em 06/01/2012 15:21 e atualizado em 06/01/2012 16:16 1050 exibições
A primeira semana de 2012 no mercado do milho brasileiro foi marcada pela pouca oferta e pela grande procura. Segundo analistas, esse cenário de deve às incertezas sobre o tamanho da safra da América do Sul por conta da forte seca que castiga as lavouras do continente. Além disso, diante desse quadro, os produtores seguram sua colheita buscando novas altas nos preços. Sendo assim, a situação é de baixa pressão de venda e crescente interesse de compra.

As perdas contabilizadas nas produções brasileira e argentina também deram sustentação aos preços do cereal na Bolsa de Chicago nesta semana e também na última de 2011. Em alguns dias da semana, porém, o mercado realizou lucros em alguns momentos e também recou diante de maus momentos do mercado financeiro.

Na sessão desta sexta-feira (6), as cotações ainda se depararam com a possibilidade de boas chuvas em importantes regiões produtoras da Argentina, o que também tirou um pouco da consolidação do mercado, que opera volátil hoje na Bolsa de Chicago.

Exportações - A Secretaria de Comércio Exterior, a Secex, informou que as exportações brasileiras de milho, em 2011, totalizaram 814,3 mil toneladas, que renderam US$ 232,1 milhões. O volume exportado em 2010 foi de 1.925,3 milhão de toneladas.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário