Milho na semana: Ritmo lento de negociações e cautela dos vendedores

Publicado em 18/01/2013 16:40
448 exibições
A semana para o mercado do milho foi de poucos negócios, ditando um ritmo lento às negociações. De acordo com informações da Safras & Mercado, o movimento se deve a ausência de compradores, que procuram preços mais baixos, e ao desinteresse dos vendedores, que na contramão esperam preços mais altos para comercializar seu produto.

O último relatório de oferta e demanda do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA da sigla em inglês), projetou estoques mais enxutos para o cereal, fazendo com que vendedores acreditassem em cotações melhores para o grão. Os estoques dos EUA passaram para 15,29 milhões de toneladas ante as 16,43 milhões estimadas no boletim anterior. Já os estoques finais, porém, passaram de 117,61 milhões para 115,99 milhões de toneladas.

Nos últimos dias, as negociações positivas do milho na Bolsa de Chicago (CBOT) mantiveram os preços no Porto de Paranaguá firmes, em R$33/R$34 comprador/vendedor e o mercado interno estável.

A média semanal de preços (14 a 17/01) em Cascavel (PR) encerrou em R$30,67. Erechim (RS) saca a R$30. Rio Verde (GO) preço em R$27. Rondonópolis (MT) a R$22. Em Uberlândia (MG) em R$32. Em Campinas CIF R$33,83 e R$30,17 na Mogiana.
Tags:
Por Ana Paula Pereira
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário